quarta-feira, novembro 30, 2005

A Perspectiva

Albrecht Dürer, xilogravuras de 1525, do seu tratado sobre perspectiva "Unterweisung der Messung".

As máquinas perspécticas representadas acentuam as dificuldades levantadas, até tarde, pela correcta utilização da nova perspectiva linear do Renascimento.

"Perspectiva é uma palavra latina, significa ver através de"
(Dürer citado em Giulio Carlo Argan e Maurizio Fagiolo, Guia de História da Arte, Lisboa, Estampa, 1991, pág. 146).


CONSULTAR (as obras marcadas com* encontram-se no C.D. do Ar.Co):

E. Panofsky, A Perspectiva Como Forma Simbólica, Lisboa, Edições 70, s.d.*

P. Francastel, Peinture et Societé (...), Paris, Denoel/Gonthier, s.d.*

H. Damisch, El Origen de la Perspectiva, Madrid, Alianza Forma, s.d.*

J. V. Field, The Invention of Infinity (...), Oxford/New York/Tokyo, Oxford University Press, 1997.

Magno Mello e Henrique Leitão, "A Pintura Barroca e a Cultura Matemática dos Jesuítas", Revista de História da Arte, nº 1, Lisboa, Instituto de História da Arte da U.N.L./Edições Colibri, 2005, pp. 94-116.

4 comentários:

KRT disse...

O tratado do durer foi reeditado por alguma editora actual?

O original é um pouco caro!

O Tipo das Histórias disse...

Obrigado pelo interesse, Krt: se não lhe respondo é só por não saber (estou convencido de que uma busca na net lhe dará a resposta).
Todos os comentários que tenham alguma pertinência, anónimos ou não, serão publicados: não serão, necessariamente, respondidos.
Os alunos da "Arte Moderna" poderão aproveitar para deixar críticas e comentários sobre as aulas que, apesar de provavelmente não publicados, serão lidos com atenção.

luara disse...

q maximo esse site gente esses quadros são ótimos irados meu.

otipodashistórias disse...

Apesar de não saber o que significa "irados meu", agradeço-lhe o entusiasmo que lhe merecem os "quadros".

Até breve, Luara.