segunda-feira, dezembro 12, 2005

Últimas notícias: a pintura do século XV

Piero della Francesca, Anunciação

◊ Os links têm estado sempre a mudar (de lugar, de nome, de página...): vão experimentando.

Hoje há um novo: "O Mundo Moderno", em "Recursos" - História geral, digamos assim, oferecendo textos e outros instrumentos básicos de aprendizagem. Vale a pena explorar: para além da Civilização Moderna, a Medieval, a Antiga, as Mulheres, a Ciência...

Mais dois (em 14 de Dezembro), também no grupo "Recursos": "Columbia University: Projectos" e "Masterpieces of Western Art", ambos do Departamento de História da Arte e Arqueologia da Universidade de Columbia (E. U. A.). E um outro "link" novo, em "Imprensa": a revista italiana de design e arquitectura, "Interni".

Outros três (em 15 de Dezembro): "Història de l'Arquitectura", "Glossary of Architectural Terms", "Vitruvio: Arquitectura", respectivamente em "Recursos", "Glossários" e "Imagens".

No dia 16 de Dezembro foi acrescentada a página da Polícia Judiciária onde se divulgam obras de arte furtadas. Se conhecem alguém na posse de alguma(s), telefonem para a P. J.

◊ Alguns artistas, como Masaccio ou Piero della Francesca, têm "sites" que lhes são inteiramente dedicados.

Alguns textos, como as biografias de artistas do pintor e arquitecto Giorgio Vasari também.

◊ Algumas exposições, ainda de portas abertas:

Fra Angelico, no Met, onde também ainda é visitável uma exposição sobre armaduras equestres (1480-1620), com muita informação "online", e uma outra sobre Antonello da Messina, com muito pouca.

Os retratos de Hans Memling, na Frick Collection, em Nova Iorque.

Uma panorâmica sobre a melancolia como território alargado, da Antiguidade ao Século XX, da Filosofia à Psiquiatria, em
"Mélancolie. Génie et folie en Occident", no Grand Palais, em Paris. Pequenas apresentações de cada secção com uma selecção de imagens e respectivas identificações (o link teve de ser substituído, porque, acabada a exposição, o que remetia para o "site" do Grand Palais deixou de funcionar...).

4 comentários:

merdinhas disse...

Estive a ver "Perspective studies and computer analyses in support of the restoration" para que o link Anunciação remete.
E pensando em perspectiva acho bastante curioso que o olhar directo do anjo sobre a virgem ( e vice-versa) seja impossibilitado pela coluna.

O Tipo das Histórias disse...

Bem vindo Merdinhas.

Não posso concordar consigo: é precisamente "pensando em perspectiva" que o anjo e a Virgem se podem olhar "directamente". Ambas as figuras estão para lá da linha vermelha, como a coluna; mas a coluna está junto à linha e as figuras mais "acima", se lermos no plano (bidimensional, o plano de representação só tem altura e largura). Como a linha é paralela ao plano de representação (a parede, neste caso), "pensando em perspectiva", toda a sua extensão está à mesma distância do observador: as figuras, mais "acima," são, portanto, representadas mais longe do que a coluna e, sensivelmente, à mesma distância, anjo e Virgem, do observador. Logo, a coluna não está entre as figuras, mas antes delas, mais próxima de "nós". Virgem e anjo estão mais longe, em profundidade, e nada bloqueia o seu olhar. Se olham um para o outro e se a coluna está lá com algum propósito... isso são outras questões.

Anónimo disse...

não entendi nada

otipodashistórias disse...

"Nada" é o "tudo" da negação: ou seja, é um território grande demais. Se quiser ser mais específico em relação ao não entendimento, podemos conversar sobre o assunto.

Desculpe a demora da resposta, mas só agora vi o seu comentário.

Até breve.